Intocáveis

Depois de Moro, ministro da Justiça e ex-juiz, “perdoar” o colega Lorenzoni,

Postado: 11/01/2019 - 09:27

Depois de Moro, ministro da Justiça e ex-juiz, “perdoar” o colega Lorenzoni, Chefe da Casa Civil, acusado de caixa 2, do motorista Queiroz escarnecer com a sociedade, agora é a vez do vice. General Mourão disse, em tom agressivo, que o filho, Antônio Hamilton, funcionário do BB, não vai desistir da promoção, ocorrida após 9 dias de governo, a qual elevou o salário de R$ 12 mil para R$ 36,3 mil. “Ele vai ficar e acabou”. Se sentem acima da lei. São intocáveis.