Hipocrisia

Agora que “Inês é morta”, como diz o ditado popular, figuras que sempre flertaram

Postado: 08/11/2018 - 11:02

Agora que “Inês é morta”, como diz o ditado popular, figuras que sempre flertaram com o fascismo e apoiaram o golpe jurídico-parlamentar-midiático de 2016 querem se limpar da sujeira que praticaram contra a democracia. Um exemplo clássico é Miriam Leitão, da Rede Globo, que tem a hipocrisia de criticar Bolsonaro pela submissão aos Estados Unidos. Não engana ninguém.