Bancos

Santander

Coparticipação é um problema no Santander 

Postado: 29/04/2019 - 11:41

O alto valor cobrado pelo Santander no plano de saúde dos funcionários gera sérios problemas. A maioria dos bancários (42%) que responderam à pesquisa feita pela COE (Comissão de Organização dos Empregados) declarou ter dificuldades em utilizar o convênio e 45% já deixaram de utilizar devido ao custo elevado.

Outros 35% apontaram ter dificuldades com a rede credenciada, 11% relataram outros problemas. A dor de cabeça cairia consideravelmente se o banco estabelecesse um teto nos valores cobrados. Pelo menos 65% afirmaram que utilizariam mais vezes.

Com a rotina de trabalho alucinante, os trabalhadores ficam mais vulneráveis à problemas de saúde e a pesquisa realizada com os funcionários do Santander entre os dias 11 e 18 de abril comprova. Entre os que responderam ao questionário, 58% declararam que utilizam o convênio médico mais de cinco vezes por ano, 31% até cinco e 11% quase não utilizam.

Embora achem que muita coisa pode melhorar, 46% consideram o plano de saúde bom. Para 32% é ruim. Outros 15% acham ótimo e 6%, péssimo. A maioria (60%) dos funcionários que responderam à consulta utilizam o SulAmérica, 38% Unimed e apenas 2% o Capesp.