Notícia

[Sindicato da Bahia no Bonfim: fé, devoção e luta]

Sindicato da Bahia no Bonfim: fé, devoção e luta

Postado dia: 15/01/2020 - 14:44

Já faz parte da tradição do baiano. Janeiro é sinal de Lavagem do Bonfim. Fé, devoção e protesto marcam o cortejo, que sai da Igreja da Conceição da Praia até a Colina Sagrada, nesta quinta-feira (16/01). Às 8h, o Sindicato dos Bancários da Bahia se junta a outros trabalhadores para somar forças e denunciar os retrocessos do Brasil.


No percurso, formado por um tapete branco de pessoas, as manifestações religiosas se misturam com as bandeiras de luta erguidas pelos trabalhadores. Os bancários, por exemplo, levam às ruas o repúdio ao desmonte dos bancos públicos, que começou com Temer e se intensifica no governo Bolsonaro. O presidente não esconde que quer privatizar as instituições para agradar o mercado, em detrimento da população.


A retirada de direitos também tem destaque. Após a reforma da Previdência, que reduz o acesso à aposentadoria, Bolsonaro prepara outros ataques. A Medida Provisória 905, o Plano Mais Brasil e as reformas administrativa e sindical estão entre as propostas prejudiciais aos trabalhadores. 


O governo já mostrou de que lado está e não é o do povo. Por isso, a lavagem é uma boa oportunidade para pedir uma ajuda ao Senhor do Bonfim e clamar por mudanças. 


Após o trajeto, os fieis acompanham a lavagem sincrética na escadaria Basílica Santuário Senhor do Bonfim. Vale lembrar que em 2020, o evento comemora 275 anos da chegada da imagem em Salvador.