Notícia

[Manifestação no Santander cobra segurança]

Manifestação no Santander cobra segurança

Postado dia: 06/11/2019 - 13:33

A segurança de bancários e clientes do Santander está em xeque devido a irresponsável decisão do banco de retirar as portas giratórias das unidades, escancarando literalmente as portas para a violência. Desde o início do ano, 36 unidades de todo o país tiveram os equipamentos retirados. Em Salvador, foram duas. 


Preocupados com a segurança, diretores do Sindicato dos Bancários da Bahia e da Federação realizaram uma manifestação na agência Tancredo Neves, nesta quarta-feira (06/11), para cobrar mudança de postura por parte da empresa.


Enquanto os diretores dialogavam com funcionários e clientes do banco, o carro forte chegou para abastecer o autoatendimento, que estava totalmente exposto. "Uma prova da insegurança causada pela medida irresponsável do Santander de reduzir os custos", disse o diretor de Comunicação do Sindicato, Adelmo Andrade.


Para completar, a direção do banco tenta a todo momento coibir os atos pacíficos com manobras jurídicas. No entanto, Sindicato e Federação não se intimidam e seguem com o papel de cobrar e lutar por melhorias no ambiente de trabalho dos bancários. 


Vale destacar que a empresa apresentou lucro líquido de R$ 10,824 bilhões nos primeiros nove meses do ano. Não tem porque economizar justamente com a segurança, obrigando os funcionários a desempenharem suas funções em um ambiente inseguro.