Notícia

[Santander não investe em segurança bancária]

Santander não investe em segurança bancária

Postado dia: 05/11/2019 - 16:23

Sem responsabilidade com a vida de trabalhadores e clientes, os bancos reduzem investimentos em segurança. É o caso do Santander que retira as portas giratórias das agências. Quem transita pelas unidades não se sente seguro, principalmente com os constantes ataques e saidinhas bancárias. 


Em Salvador, alguns locais tiveram o equipamento retirado. Um desrespeito à lei municipal nº 4759/1993. Pela legislação, agências e postos de serviços bancários que trabalham com numerário devem ter o dispositivo de segurança.


Não é só isso. Além da porta giratória, o Santander retira os vigilantes das unidades. O fato não é isolado. Acontece em todo o país. O argumento é de que as agências estão sendo transformadas em PA's (Postos de Atendimentos). 


O banco que não prioriza a vida de funcionários e clientes é o mesmo que em nove meses - janeiro a setembro - obteve lucro líquido de R$ 10,825 bilhões.

 

Enquanto isso, os ataques contra bancos continuam a assustar. Neste ano foram registradas 32 ocorrências somente na Bahia, comprometendo o atendimento em diversos municípios. 


O Sindicato dos Bancários da Bahia está atento e frequentemente realiza manifestações para cobrar dos bancos investimento efetiva em segurança. Não basta fazer propaganda. O setor mais lucrativo do país precisa ter compromisso com o país.