Notícia

[Privatizar bancos prejudica a vida do cidadão]

Privatizar bancos prejudica a vida do cidadão

Postado dia: 06/11/2019 - 10:07

Não dá para o cidadão brasileiro cair na conversa do governo Bolsonaro, de que vender as estatais vai render muito dinheiro para o país. Quem vai pagar a conta pela privatização dos bancos públicos é a população.


A venda dos bancos públicos vai provocar a elevação dos juros em todos os setores e dificultar o acesso ao crédito. Sem falar que o governo repassaria para a iniciativa privada ganhos que formam o patrimônio nacional. 


Entre 2002 e 2016, os bancos públicos distribuíram R$ 203 bilhões em dividendos à União. Nem de longe parece um prejuízo. Com o mercado nas mãos dos privados, tudo ficará mais caro e difícil. Comida, moradia, comércio, desenvolvimento de indústrias e pequenos negócios. 


O reflexo vai ser sentido até mesmo na mesa do cidadão. Está sob a responsabilidade do BB e BNB, o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento à Agricultura Familiar), que fornece cerca de 70% do volume de crédito concedido à agricultura familiar, responsável pela produção de 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros.


Outro prejuízo da privatização é que a casa própria ficaria mais cara. Os bancos públicos têm participação de 75% e 82,1% do mercado do crédito rural e imobiliário. A Caixa, por exemplo, financia 69% da habitação no país, com juros menores do que os praticados pelos privados.


Enquanto a Caixa destinou mais de R$ 370 bilhões para financiamentos em 2015, Itaú, Santander, Bradesco e HSBC responderam por R$ 86 bilhões. Dá nem para comparar.