Notícia

[Concentração de renda no país pode ser maior]

Concentração de renda no país pode ser maior

Postado dia: 04/11/2019 - 15:09

A concentração de renda no Brasil disparou, resultado da política de austeridade imposta ao país desde o golpe jurídico-midiático-parlamentar de 2016. Pesquisa da consultoria Tendências mostra que a diferença de renda entre as classes A e D/E é quase o dobro da apurada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 


O levantamento usa como base dados da Receita Federal. Segundo os números oficiais, calculados pelo IBGE, apontam que a diferença de renda entre as classes A e D/E é de 21,4 vezes. Já a consultoria, que fez uma simulação com base nos dados do IBGE e Receita Federal, mostrou que o abismo entre elas subiu para 38,8 vezes.


O levantamento da Tendências revela também uma piora na desigualdade, já que a diferença de renda entre a classes A e D/E passou de 38,3 em 2017 para 38,8 em 2018. A diferença nos resultados foram justificadas a partir da forma que os dados foram colhidos, já que nas entrevistas do IBGE parte dos mais ricos pode não declarar todos os ganhos. Com os dados do Imposto de Renda, o problema é superado.