Notícia

[Gestão e metas abusivas adoecem bancários ]

Gestão e metas abusivas adoecem bancários 

Postado dia: 11/07/2019 - 11:51

As metas e a gestão abusivas dos bancos são os principais motivos das doenças dos bancários, principalmente as psicológicas. A situação é preocupante, pois os empregados têm receio de falar sobre o problema e não procuram ajuda.


Menos de 20% apresentam os atestados ou buscam os direitos para tratamento. Como o preconceito ainda é grande, o trabalhador não apresenta a documentação com medo de ficar marcado no banco. Esta foi uma das constatações feitas no seminário sobre saúde do trabalhador, realizado nesta quarta-feira (10/07), em São Paulo.


A cobrança exagerada para o cumprimento de metas leva à precarização. O empregado acaba realizando as atividades sem perceber. No automático. Resistindo e, quase sempre doente, trabalhando até não aguentar mais. O enfrentamento e a união junto ao movimento sindical são os mecanismos para solucionar os problemas. 


O modelo de vida "Just In time" (tudo para agora) foi outro tema que repercutiu no evento. As metas não são mais semestrais e, sim, diárias ou semanais. Como tudo é para ontem, a cobrança só aumenta. E junto cresce o abuso do direito com as técnicas e políticas de gestão: metas, controle do tempo, do ritmo e da produtividade. O diretor de Saúde do Sindicato dos Bancários da Bahia, Célio Pereira, participou do evento.