Notícia

[Em vez de cumprir regras, Bolsonaro quer mudá-las]

Em vez de cumprir regras, Bolsonaro quer mudá-las

Postado dia: 11/06/2019 - 11:53

O Brasil tinha sido colocado em 2018 entre os 40 países que poderiam ser alvos de uma condenação no Comitê de Aplicação de Padrões da OIT (Organização Internacional do Trabalho). Agora, para fugir da lista das nações que violam as convenções internacionais, o governo quer mudar as regras.

Entre os desrespeitos cometidos pelo país está a reforma trabalhista, aprovada em 2017. A nova legislação fere diretamente a Convenção 98 da OIT, que garante atividade sindical. O governo sempre tenta encontrar um modo de driblar os problemas em vez de resolvê-los. 

Assim como fez recentemente com o IBGE (instituto Brasileiro de geografia e Estatísticas), quando criticou a metodologia do órgão ao avaliar o desemprego no país tenta aplicar os mesmos questionamentos à OIT.

A Organização enviou convite a Bolsonaro, mas ele não irá e nem sequer enviará um ministro. Estarão presentes a chanceler da Alemanha Angela Merkel, o presidente da França Emmanuel Macron, o primeiro-ministro da Rússia Dmitri Medvedev.