Notícia

[Salvador para em defesa da educação no Brasil]

Salvador para em defesa da educação no Brasil

Postado dia: 15/05/2019 - 12:46

Nas ruas de Salvador e de todo o Brasil, estudantes, professores, servidores e todos os funcionários da rede federal e estadual de educação se mobilizaram contra os cortes no orçamento das despesas do MEC (Ministério da Educação), já somados em R$ 7,4 bilhões. 

O movimento também foi aderido por trabalhadores e alunos da rede privada de educação. O protesto organizado pelas entidades sindicais contou com quase 100 mil pessoas, gritou a todo canto que não aceitará de braços cruzados o orçamento arbitrário.

Só nas universidades federais, chegam a R$ 2 bilhões os cortes. No Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), os cortes chegaram a 47% em todo o país, de acordo a Secretaria de Orçamento Federal. 

Os estudantes e servidores presentes no local puxaram todo tipo de brado contra o governo. “Oh Bolsonaro, seu fascistinha, os estudantes vão botar você na linha”, “Que baixaria, educação não é mercadoria”, “Hey, Bolsonaro educação na rua culpa é toda sua”, “Hey, Bolsonaro, unificou, é estudante junto com trabalhador”. 

O contingenciamento do orçamento do Ministério da Ciência já ultrapassa 40%, quase 3.474 bolsas de mestrado e doutorado do Capes foram cortadas, ou 4% do total de benefícios financiados pelo MEC, um total de R$ 50 milhões ao ano.

Um aluno da UFBA (Universidade Federal da Bahia) afirma estar revoltado com toda a situação. “Assim como falado pelo presidente, os cortes seriam para investir na rede básica de ensino, mas se contradisse e já bloqueou pelo menos R$ 2,4 milhões”.