Notícia

[Presidente do SBBA fala sobre cenário nacional]

Presidente do SBBA fala sobre cenário nacional

Postado dia: 11/01/2019 - 17:16

Em duas semanas de governo, foram anunciadas medidas que prejudicam a sociedade brasileira. Fim da Justiça do Trabalho, desmonte dos bancos públicos e reforma da Previdência foram destaque no comentário do presidente do Sindicato da Bahia, Augusto Vasconcelos, que vai ao ar neste sábado (12/01), na rádio Metrópole FM. 

Bolsonaro anunciou a possibilidade de extinguir a Justiça do Trabalho. Na prática, o discurso demonstra que o presidente atende interesses de grandes setores empresariais. Elas vêm a Justiça do Trabalho como ameaça para o lucro querem potencializar a exploração da mão de obra barata no Brasil. 

O desmonte das subsidiárias dos bancos públicos também preocupa. Apesar de não tratar do formato clássico de privatização, o governo afirma que fará um desmantelamento da Caixa, BB, BNDES e do BNB. A gestão de áreas rentáveis, como as loterias, seguros, cartões, pode ser entregue a investidores estrangeiros. 

Vasconcelos afirma que a entrega não faz sentido, pois o lucro obtido pelos bancos públicos ajuda o caixa do Tesouro Nacional. "É injustificável o desmonte destas instituições para atender o interesse de bancos privados". 

Sobre a reforma da Previdência, destacou os prejuízos da criação de um novo regime de capitalização, o mesmo estabelecido no Chile. Hoje, quem se aposenta no país vizinho ganha menos do que um salário mínimo. Este regime quebra a ideia de solidariedade, o qual quem tem mais ajuda a pagar aposentadoria de quem tem menos. “Desta forma, joga para uma perspectiva individual de proteção do trabalhador quando ele ficar idoso, tiver doente e ou a mulher ficar grávida”, ressalta o presidente do Sindicato.