Notícia

Quase um ano após reforma, processos caem 38% 

Postado dia: 08/11/2018 - 16:25

Depois de quase um ano da vigência da reforma trabalhista, o número de ações ingressadas na Vara do Trabalho em todo o país caiu 38% em relação a 2017. Os dados são do TST (Tribunal Superior do Trabalho). 


Entre dezembro de 2017, primeiro mês após entrar em vigor a nova lei trabalhista, que resultou em retrocessos na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), e setembro deste ano, as varas receberam 1,4 milhão de reclamações trabalhistas, contra 2,2 milhões em igual período comparado.


Em novembro passado, por conta das notícias sobre a reforma, houve uma corrida para o ajuizamento de ações. Os novos casos recebidos somaram 289,7 mil. No entanto, em dezembro de 2017, o ingresso de reclamações recuou para 84,2 mil.


A queda se deve, sobretudo, ao fato de que a lei impôs maior rigor ao acesso ao Judiciário, principalmente, o dispositivo que determina que quem perde o processo tem a responsabilidade de pagar custos processuais da parte vencedora.