Notícia

Cesta básica mais cara, salário mínimo estagnado

Postado dia: 08/11/2018 - 11:36


Está cada vez mais difícil encher o carrinho do mercado. O preço da cesta básica subiu em outubro em 16 das 18 capitais pesquisadas. As cidades que apresentaram maior aumento foram Fortaleza (7,15%), Porto Alegre (6,35%), Vitória (6,08%) e Rio de Janeiro (6,02%). 

Segundo levantamento do Dieese, em Florianópolis o valor da cesta ficou R$ 450,35, em Porto Alegre R$ 443,02 e no Rio de Janeiro chegou a R$ 446,69. Os menores valores médios foram observados em Natal (R$ 329,90) e Recife (R$ 330,20).O Dieese calculou que o mínimo ideal deveria ser baseado na cesta mais cara, a de Florianópolis. O salário ficaria no valor de R$ 3.783,39, equivalente a 3.97 vezes maior do que o mínimo atual de R$ 954,00. Infelizmente, o valor atual ainda está muito aquém do necessário. 

O brasileiro vive minimamente para comer e come mal. Alimentos com mais qualidade são mais caros, devido a maior tributação. Plano de saúde, lazer, segurança e educação ficam de fora do rendimento mensal da população. Lamentável.