Artigo

Indesejáveis do país inteiro, uni-vos!!!

Postado dia: 13/10/2019 - 00:00

Álvaro Gomes*


Para Marx, no sistema capitalista, com o desenvolvimento das forças produtivas, torna-se necessário eliminar empregos através da implementação de novas tecnologias, formando assim um exército de reserva de trabalhadores desempregados, isso para que as empresas possam explorar ainda mais aqueles que produzem a riqueza do país. 


Considera-se, portanto, que o sistema capitalista precisa da parcela da população que se encontra desempregada, como forma de reduzir salários e precarizar as condições de trabalho.  Acontece que o nível de exploração chegou a tal ponto que o capitalismo na sua forma mais perversa de exploração passou a considerar que parte da sociedade se constitui de descartáveis, indesejáveis.


Renato Rabelo, presidente da Fundação Mauricio Grabois, em seu artigo publicado na página do PCdoB nacional, em 30/08/19, caracteriza o atual sistema capitalista, como sendo formado por: detentores da riqueza, uma elite de trabalhadores altamente qualificados e “uma vasta maioria de descartáveis..., e os ditos indesejáveis”.


Assim, observamos a população pobre do Brasil sendo massacrada, agravado com o Governo Bolsonaro, cujas medidas no campo da “insegurança” pública contribuem para aumentar o encarceramento e o número de homicídios que atinge a população carente. Nas demais áreas uma política desastrosa que tem aumentado as desigualdades sociais e o nível de pobreza. 
A grande maioria da população é vítima de violência, perpetrado por uma elite escravocrata, que não aceita a melhoria das condições de vida das pessoas  e que dá suporte a um governo federal,  com ideias fascistas, expressa em formulações como “bandido bom é bandido morto”, defesa da  tortura e que comemora a morte até mesmo de crianças.


O momento exige muita resistência e amplitude na luta contra o fascismo e o autoritarismo que vem sendo implementado no país.  Os ‘descartáveis” e” indesejáveis”, são a ampla maioria da população, Marx e Engels, no manifesto comunista publicado em 1848 fez a seguinte conclamação: “proletários de todos os países, uni-vos”. 


Aqui no Brasil mais do que nunca também conclamamos: INDESEJÁVEIS DO PAÍS INTEIRO, UNI-VOS!!!


*Álvaro Gomes é diretor do Sindicato dos Bancários da Bahia e presidente do IAPAZ